• Hospital Amigo da Criança
  • 1998 - Reconhecida pelo Ministério da Saúde, pelo UNICEF e pela OMS com o título de "HOSPITAL AMIGO DA CRIANÇA" em face de seu incentivo na incrementação da prática do aleitamento materno objetivando a redução da mortalidade infantil e promoção da família, com manutenção do título através de avaliações anuais.

    A Iniciativa Hospital Amigo da Criança – IHAC – foi idealizada em 1990 pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pelo UNICEF para promover, proteger e apoiar o aleitamento materno. O objetivo é mobilizar os funcionários dos estabelecimentos de saúde para que mudem condutas e rotinas responsáveis pelos elevados índices de desmame precoce. Para isso, foram estabelecidos os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno.

    Ao assinar, em 1990, a Declaração de Innocenti, em encontro em Spedale degli Innocenti, na Itália, o Brasil, um dos 12 países escolhidos para dar partida à IHAC, formalizou o compromisso de fazer dos Dez Passos uma realidade nos hospitais do País. Em março de 1992, o Ministério da Saúde e o Grupo de Defesa da Saúde da Criança, com o apoio do UNICEF e da OPAS (Organização Pan-Americana de Saúde), deram os primeiros passos.


    DEZ PASSOS PARA ALEITAMENTO MATERNO COM SUCESSO


    1. Ter uma norma escrita sobre aleitamento, que deverá ser rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados de saúde;
    2. Treinar toda a equipe de cuidados de saúde, capacitando-a para implementar esta norma;
    3. Informar todas as gestantes sobre as vantagens e o manejo do aleitamento;
    4. Colocar os bebês em contato com a pele da mãe imediatamente após o parto, na primeira hora de vida e incentivar as mães a reconhecer quando seus filhos estão prontos para serem amamentados, oferecendo a ajuda se necessário;
    5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos;
    6. Não dar ao RN nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tal procedimento seja indicado pelo médico;
    7. Praticar o Alojamento Conjunto – permitir que as mães e bebes permaneçam juntos – 24 horas por dia;
    8. Encorajar o Aleitamento Materno sob livre demanda;
    9. Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas ao seio;
    10. Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio ao aleitamento, para onde as mães deverão ser encaminhadas por ocasião da alta do hospital ou ambulatório.

    "É preciso dar o seu coração, para obter em troca o dos outros."
    (São Vicente de Paulo)